Jardins de Palavras em canteiros de versos a cerca de eiras de prosa. Em 2008, um mês, um livro, desde julho
Segunda-feira, 26 de Maio de 2014
Ela, ele

Ele a queria, mais leve, solta e livre.

Não ela.

 

Ela queria dele o que ela sonhava,

sonhava com ele?

 

Ele a quis enjaular, para fingir ser seu sonho.

Ela na jaula, gostou dele assim, sonhado.

 

Ele matou de desgosto sua própria alma por vê-la presa,

ela, acordou, e fugia pela portinha de trás enquanto ele buscava alpiste.

 

Ele a queria, mais leve, solta e livre,

não ela... então fodas.

 



publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 21:47
link do post | comentar | favorito

Sábado, 17 de Maio de 2014
DETOX

Desintoxicar, lento processo.

Se intoxicado foi pelo amor então...

sofrerá para se livrar.

 

O amor é como balsamo,

remédio e conforto,

porém, se aplicado em e por alguém!

 

Balsamo nas mãos, sem costas para untar,

é balsamo para nada, que prega, suja, escorrega.

Com balsamo nas mãos, uma hora, sua comida vai envenenar.

 

Oleada mão, nela grudará a sujeira que irás engolir, feito porco faminto!

Então, na verdade, não se intoxica de amor?

Não meu amor! O amor nem em excesso faz mal!

 

O amor em excesso, porém, muda a alma,

sem onde derramá-lo, ela se afoga,

afogada, ela esmaece.

 

Mas veja, foi a alma, despreparada,

não o amor, a porta para a intoxicação...

e a mão, culpada, pois desejosa de costas que não poderia ter!



publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 00:55
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 16 de Maio de 2014
O surgimento do xingamento

O

 

 

limite

 

 

do

 

 

seu

 

 

amor

 

 

é a

 

 

muralha

 

 

do

 

 

seu

 

 

egoismo.

 

 

.

 

.

 

 

.

 

 

... puta.



publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 01:27
link do post | comentar | favorito

Sábado, 3 de Maio de 2014
Tardes de um mundo só.

Uma tarde seca e morna que segue a um meio dia igual.

Pint após pint, embora seja o clima de sempre daqui, onde nasci,

em dias livres, felizes e sós, como hoje,

me vejo arremessado ao belo, assustador primeiro verão londrino.  1995, hoje, aqui, foi um dia daqueles tempos.

Tempos maravilhosos que mais nada são,

foram nada? Nada é o que não substitui...

nada é o resto para além de saber das pequenas quem me vem.

O dia só finda... mas me encheu de alegria.



publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 22:49
link do post | comentar | favorito

Invisível

Que eu fique invisível a todos,

menos ao garçom.

Que não vejam a mim,

nem a o que eu faço.

 

Que enquanto eu desenho a esta praça,

que a este corpo eu vá apagando.

Que só me veja o garçom,

que nada seja o que eu faço.

 



publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 22:42
link do post | comentar | favorito

Cafajeste

Lucidamente,

Lembrei de tudo que fizestes para se livrar de mim.

Para me diminuir, para me culpar da sua falta de amor.

 

 

Súbito, e lamentavelmente,

o Ainda te Amo pode ser sublimado em um gesto místico,

puro e livre amor a ti, se torna amor por toda a humanidade.

 

 

Melhor, e belamente,

não sabe você que me lê se falo de você, dela ou dela.

Ainda mais, e bem melhor,

não sabes de quantas mulheres é feita esta tal humanidade.



publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 22:31
link do post | comentar | favorito

O Poeta e o Biólogo, e o jardineiro
Copyscape
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
últimas poesias

49 completos

Poeminha para a Gabi ler ...

Ode à barata latino-ameri...

Despoema

Laura 1.5

HECATOMBE

Feiurinhas de Ana Beatriz

Em tempos de....

Medos trocados

O Maneta

Dias brancos

Diferentes coisas

Caixa de passarinhos

O que foi?

Fragmento de um poema esc...

Poema resposta: a uma lei...

Diálogo com o destruidor ...

A senda, a folga e a vida

Verdade

Mundinho Cão

O amor, a explicação defi...

De boca

Ela, ele

DETOX

O surgimento do xingament...

Livros e retalhos

Julho 2016

Junho 2016

Janeiro 2016

Agosto 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Outubro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

pesquisar
 
links
subscrever feeds