Jardins de Palavras em canteiros de versos a cerca de eiras de prosa. Em 2008, um mês, um livro, desde julho
Quinta-feira, 17 de Novembro de 2011
Eu, as gentes, os bares

Eu xingo.

Eu falo bobagem.

Eu sou assim,

Relaxando, ao menos, sou assim.

 

Respeito ambientes,

mulheres, idosos,

crianças, estas sagradas,

mas sem estas gentes, xingo!

 

Mas, de vez em quando,

Aqui em Ouro Preto,

Faço de ir num boteco.

Gosto de um,

com dois, três sozinhos.

 

Sozinhos, na chegada,

se  conhecem,

fazem aqui vidas de pub,

fazem aqui seu “meu bar do Perú”

(uma velha e sagrada confraria de meu bairro).

 

Mas aqui, com estes poucos,

um jogo sempre, TV pertinho,

são tão educados!

Estes, alguns bêbados,

outros, todos, são tão educados!

 

Mas aqui, eu, com vergonha,

eu tão grosso,

lembro de minha brancura,

meu jeitão,

minha lordisse.

 

Então penso...

São educados?

Ou como eu,

estão só envergonhados,

de serem mesmo assim?

 

Somos assim, melhores uns com os outros.



publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 10:54
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 8 de Novembro de 2011
Não deixe

Posso.

Rabisco sem sentido bobagens sem fim.

 

Não deixe.

Passar,

perder,

sumir.

 

Nem deixe,

ficar,
domar,

possuir.

 

Esqueça.

Siga,
parta,

continue.

 

Mas lembre,

viveu,

sofreu,

existe.

 

Cale.

Você é um abusado verborrágico que sequestra a própria alma,

para fazer palavras soarem tal assim, estéticas.

E nem tão tocantes mais elas são.

Melhor era se fossem.

 

Fale.

Duas tachinhas azuis prendem o meu desenho no mural pelos olhos,

me deixando assim, não sei, meio europeu.

Será que Bibi olhos verde-azulados queira um pai mais como ela?

Já tem. Como somos os mesmos, com olhos tão distintos!

 



publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 23:55
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 2 de Novembro de 2011
Escalador de árvores

Escalar é melhor que voar,

em especial em árvores.

É estar no ar,

sem perder o pé do chão,

lá embaixo, longe,

onde seu lastro se enraíza.

 



publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 12:13
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 1 de Novembro de 2011
Pintor de gráficos

Sou Pintor de gráficos.

Faço alguns,

com platéia, sempre.

Faço com o giz,

ou caneta de quadro branco,

embora prefiro giz colorido.

 

Pinto também com palavras,

Densas, firmes e claras,

Quando o quadro é claro,

Densas, firmes e obscuras,

Quando o quadro chama às profundezas da vida.

 

Faço junto aos gráficos, desenhos.

Animais cubistas, quase riscos,

Quase nada, senão fosse a palavra.

Este é um pássaro,

Aquele, não, seu predador.

 

E desenho o suave ir e vir da presa,

E o vir e ir, predador.

Prudência ao comer, vida prolongada.

Distúrbios e extinções, vórtices abertos:

Colapso em Y, colapso em X.

 

Pinto com fervor, marco linhas e tendências,

coloro diferenças, marco e faço

para os olhos que, tensos, me seguem.

A mágica do movimento dos números que seguem ao tempo,

gerados pela vida que simulo.

 

O suave avançar, o calmo estabilizar,

Calma linha sigmóide,

esconde dor,

Esconde morte.

 

A vida que exploro em números

é rapidamente colorida para todos.

Com a arte finalizada,

Guarda-pó imundo, olho e admiro.

Cadernos se fecham, alunos se vão.

 

Apago a arte, que sonho ter imprimido na mente de cada
um.



publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 01:00
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

O Poeta e o Biólogo, e o jardineiro
últimas poesias

49 completos

Poeminha para a Gabi ler ...

Ode à barata latino-ameri...

Despoema

Laura 1.5

HECATOMBE

Feiurinhas de Ana Beatriz

Em tempos de....

Medos trocados

O Maneta

Dias brancos

Diferentes coisas

Caixa de passarinhos

O que foi?

Fragmento de um poema esc...

Poema resposta: a uma lei...

Diálogo com o destruidor ...

A senda, a folga e a vida

Verdade

Mundinho Cão

O amor, a explicação defi...

De boca

Ela, ele

DETOX

O surgimento do xingament...

Livros e retalhos

Julho 2016

Junho 2016

Janeiro 2016

Agosto 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Outubro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

pesquisar
 
links
subscrever feeds